APRESENTADO SLIDE 1 TÍTULO

VÁ PARA O BLOGGER EDITAR HTML E ENCONTRAR ESTE TEXTO E SUBSTITUIR PELA SUA DESCRIÇÃO DO POST EM DESTAQUE.....

APRESENTADO SLIDE 2 TÍTULO

VÁ PARA O BLOGGER EDITAR HTML E ENCONTRAR ESTE TEXTO E SUBSTITUIR PELA SUA DESCRIÇÃO DO POST EM DESTAQUE.....

APRESENTADO SLIDE 3 TÍTULO

VÁ PARA O BLOGGER EDITAR HTML E ENCONTRAR ESTE TEXTO E SUBSTITUIR PELA SUA DESCRIÇÃO DO POST EM DESTAQUE.....

APRESENTADO SLIDE 4 TÍTULO

VÁ PARA O BLOGGER EDITAR HTML E ENCONTRAR ESTE TEXTO E SUBSTITUIR PELA SUA DESCRIÇÃO DO POST EM DESTAQUE.....

APRESENTADO SLIDE 5 TÍTULO

VÁ PARA O BLOGGER EDITAR HTML E ENCONTRAR ESTE TEXTO E SUBSTITUIR PELA SUA DESCRIÇÃO DO POST EM DESTAQUE.....

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

A Petrobras deu início à busca por gás em Senador Alexandre Costa - Maranhão

A Petrobras deu início à busca por gás em Senador Alexandre Costa - Maranhão com campanha de perfuração de poço localizado na lagoa do meio . Para a atividade de pesquisa que  está prevista para durar 2 meses, A perfuração do poço já começa os  trabalho sendo realizado pela sonda com capacidade de perfurar em até 3.000 metros

A atividade de perfuração envolve diretamente cerca de 100 pessoas, das quais cerca de 60 pessoas estão embarcadas na sonda e na cidade. O Prefeito Carneirinho acompanhar de perto e pede que a população seja beneficiada  através de empregos 

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Governador Eugênio Barros de luto: morre o empresário Nestor Filho

Na madrugada desse domingo (22), morreu vítima de um grave acidente, na estrada que liga Graça Aranha a Presidente Dutra, Nestor Santana Filho (33), um dos mais promissores empresários do ramo da construção civil na região e amigo deste Editor.

O acidente ocorreu quando Nestor Filho retornando de Graça Aranha seguia para Presidente Dutra com a intenção de buscar um amigo. O veículo, uma Ranger, que pertencia a este amigo, segundo depoimentos, estourou um pneu e o jovem perdeu o controle da direção numa curva, saindo da estrada e se chocando contra uma ribanceira e uma árvore. O carro ficou com a cabine suspensa. Nestor Filho levou uma forte pancada na cabeça; mesmo assim, conseguiu sair do veículo, mas pode ter caído em cima de uma estaca, pois apresentava uma profunda perfuração na altura da virilha. Perdendo muito sangue, o empresário ainda rastejou mais de 30 metros até a pista. Um conhecido, passando no local, o identificou e chamou a equipe do Socorrão de Presidente Dutra. Infelizmente, Nestor Filho chegou sem vida ao Hospital.
Durante todo o dia, familiares, amigos, funcionários e conhecidos do empresário estiveram presentes ao velório. O enterro aconteceu por volta das 10:00h desta segunda-feira (23), no cemitério da cidade. Nestor Filho deixa a esposa Roseane Nunes de Oliveira Santana e dois filhos: Danilo (10) e Heitor (4).
 
Este Editor e esposa, Elivania Araújo, estiveram presentes ao velório, que aconteceu na residência de Nestor Filho, em Governador Eugênio Barros, solidarizando-se com a família.

segunda-feira, 29 de julho de 2013

ENTREVISTA AO FANTÁSTICO DO PAPA FRANCISCO

O Senhor não esperava um pouco mais quente o Brasil?
Não, talvez esperasse um pouco mais de calor, mas não senti frio. Pra mim não, venho de um país mais ao sul. Conheço o frio de Buenos Aires. É uma temperatura de outono normal para mim.
Papa Francisco, o senhor chega ao Brasil e tem uma receptividade muito calorosa dos brasileiros. Há uma rivalidade histórica entre Brasil e Argentina, pelo menos no futebol. Como é que o senhor recebeu esse gesto de afeto dos brasileiros?
Eu me senti recebido com um afeto que desconhecia, de forma muito calorosa. O povo brasileiro tem um grande coração. Quanto à rivalidade, creio que já está totalmente superada. Porque negociamos bem: o Papa é argentino e Deus é brasileiro.
Uma grande solução, não é Santo Padre?
Acho que me senti muito bem recebido, com muito carinho.
Santo Padre, no Brasil o senhor utilizou ao chegar e continuou utilizando um carro modelo muito simples. Há notícias de que o senhor inclusive condenou padres que usavam carros de luxo pelo mundo. Eu queria saber, o senhor inclusive optou por morar na casa Santa Marta. Essa sua simplicidade é uma nova determinação a ser seguida por padres, por bispos e por cardeais?
O carro que estou usando aqui é muito parecido com o que eu uso em Roma. Em Roma uso um Ford Focus azul. Simples, do tipo que qualquer um pode ter. Sobre isso, penso que temos que dar testemunho de uma certa simplicidade - eu diria, inclusive, de pobreza. Nosso povo exige a pobreza de nossos sacerdotes. Exige no bom sentido, não pede isso. O povo sente seu coração magoado quando as pessoas consagradas são apegadas a dinheiro. Isso é ruim. E realmente não é um bom exemplo que um sacerdote tenha um carro último tipo, de marca. Acredito que, isso digo aos párocos, em Buenos Aires dizia sempre: é necessário que o padre tenha um carro, é necessário. Porque na paróquia há mil coisas a fazer, deslocamentos são
necessários. Mas tem que ser um carro modesto. Isso quanto ao automóvel. Quanto à decisão de viver em Santa Marta, não foi tanto por razões de simplicidade. Porque o apartamento papal é grande, mas não é luxuoso. Mas a minha decisão de ficar em Santa Marta tem a ver com o meu modo de ser. Não consigo viver só. Não posso viver fechado. Preciso do contato com o povo. Então resolvi explicar da seguinte forma: fiquei em Santa Marta por razões psiquiátricas. Para não ter que viver uma solidão que não me faz bem. E também para economizar, porque caso contrário teria que gastar muito dinheiro com psiquiatras. E isso não é bom. Mas é para estar com as pessoas. Santa Marta é uma casa de hóspedes em que vivem uns 40 bispos e sacerdotes que trabalham na Santa Sé. Tem uns 130 cômodos, mais ou menos, e há sacerdotes, bispos, cardeais e leigos que moram lá. Eu como no refeitório comum a todos. Café da manhã, almoço e jantar. E a gente sempre encontra gente diferente, e isso me agrada. Essas são as razões. E agora, a regra geral. Acredito que Deus está nos pedindo, neste momento, mais simplicidade. É algo de dentro, que alegra o espírito.
Santo Padre, quando o senhor chegou ao Rio de Janeiro houve falhas na segurança. O seu carro foi levado ali para o meio da multidão. O Papa Francisco ficou com medo? Qual foi o seu sentimento naquele momento?
Eu não sinto medo. Sou inconsciente, mas não sinto medo. Sei que ninguém morre de véspera. Quando acontecer, o que Deus permitir, será. Mas, antes de viajar, fui ver o papamóvel que seria trazido para cá. Era cercado de vidros. Se você vai estar com alguém a quem ama, amigos, e quer se comunicar, você não vai fazer essa visita dentro de uma casa de vidro. Não. 1 Eu não poderia vir ver este povo que tem um coração tão grande, protegido por uma caixa de vidro. E no automóvel, quando ando pela rua, baixo o vidro.Para poder estender a mão, saudar as pessoas. Quer dizer, ou tudo ou nada. Ou se faz a viagem
como deve ser feita, com comunicação humana, ou não se faz. Comunicação pela metade não faz bem. Só
agradeço - e nesse ponto tenho que ser muito claro - agradeço à segurança do Vaticano, pela forma como preparou esta visita. O cuidado que sempre tem. E agradeço à segurança do Brasil. Muito mesmo. Porque aqui também estão tendo todo o cuidado comigo, ao evitar que haja algo desagradável. Algo que pode acontecer, como alguém me atingir... Pode acontecer. Ambas as seguranças trabalharam muito bem. Mas ambas sabem que sou um indisciplinado nesse aspecto. Mas não por agir como um menino levado, não. E sim porque vim visitar pessoas, e quero tratá-las como tal. Tocando-as.
Papa Francisco, seu grande amigo cardeal Claudio Hummes, aqui do Brasil, ele me falou algumas vezes da preocupação com a perda de fiéis aqui no continente, no Brasil principalmente, para outras religiões - principalmente para religiões evangélicas. Aí eu lhe pergunto: por que acontece isso e o que pode ser feito?
Não conheço as causas, e tampouco as porcentagens. Não conheço a vida do Brasil o suficiente para dar uma resposta. Acho que o cardeal Hummes foi um dos que falaram, mas não tenho certeza. Mas se você está dizendo, sabe. Não saberia explicar esse fenômeno. Vou levantar uma hipótese. Pra mim é fundamental a proximidade da Igreja. Porque a Igreja é mãe, e nem você nem eu conhecemos uma mãe por correspondência. A mãe dá carinho, toca, beija, ama. Quando a Igreja, ocupada com mil coisas, se descuida dessa proximidade, se descuida disso e só se comunica com documentos, é como uma mãe que se
comunica com seu filho por carta. Não sei se foi isso o que aconteceu no Brasil. Não sei, mas sei que em alguns lugares da Argentina isso aconteceu. Essa falta de proximidade, a falta de sacerdotes. Faltam sacerdotes, então alguns locais ficam desassistidos. E as pessoas buscam, sentem necessidade do Evangelho. Um sacerdote me contou que foi como missionário a uma cidade no sul da Argentina onde não havia um sacerdote há quase 20 anos. Evidentemente, as pessoas ouviam o pastor. Porque sentiam a necessidade de escutar a palavra de Deus. Quando ele foi até lá, uma senhora muito culta disse-lhe: "Tenho raiva da Igreja porque nos abandonou. Agora vou ao culto todos os domingos ouvir o pastor, que foi quem alimentou nossa fé durante todo esse tempo." Foi a falta de proximidade. Falaram sobre isso, o sacerdote a ouviu, e quando ia se despedir, ela disse: "Padre, um momento, venha". E foi até um armário, onde havia a imagem da Virgem. E disse a ele: "Eu a escondo aqui, para o que o pastor não a veja."Essa mulher ia ao pastor, respeitava o pastor, ele falava a ela de Deus, e ela aceitava. Porque não tinha seu sacerdote. Mas as raízes de sua fé, ela as conservou escondidas num armário. Estavam lá. Esse é o fenômeno para mim mais sério. Este episódio me mostra muito bem o drama da fuga, desta mudança. Falta de proximidade. Vou repetir esta imagem. A mãe faz assim: cuida, beija, acaricia e alimenta. Não por correspondência.
Papa Francisco, quando o senhor foi escolhido no conclave, a Cúria romana especificamente era alvo de críticas - inclusive críticas internas, de vários cardeais. E o sentimento que eu percebi, pelo menos dos cardeais com quem eu conversei, era um sentimento de mudança. Esse sentimento está correto?
Vou abrir parênteses, um momento. Quando fui eleito, tinha ao meu lado meu amigo, o cardeal Hummes. Porque, pela ordem, estávamos um depois do outro. E foi ele quem me disse uma frase que me fez tanto bem: "Não se esqueça dos pobres". É lindo. Quanto à Cúria romana, ela sempre foi criticada. Mais ou menos. A Cúria se presta a críticas, e tem que resolver muitas coisas. Gosto de algumas coisas, não gosto
de outras, alguns trâmites têm boas bases, outros têm um enfoque errado - como toda organização. Eu diria isto: na Cúria romana há muitos santos. Cardeais santos, bispos santos, sacerdotes, religiosos, leigos. Gente de Deus, que ama a Igreja. Isso não aparece tanto. Faz mais barulho uma árvore que cai do que um bosque que cresce. Ouvem-se os ruídos dos escândalos. Agora mesmo temos um. Escândalo de transferência de 10 ou 20 milhões de dólares de monsenhor. Belo favor faz esse senhor à Igreja, não é? Mas é preciso reconhecer que ele agiu mal, e a Igreja tem que dar a ele a punição que merece, pois agiu mal. Há casos desse tipo. No momento do conclave, antes temos o que chamamos congregações gerais - uma semana de reuniões dos cardeais. Naquela ocasião, falamos claramente dos problemas. Falamos de tudo. Porque estávamos sozinhos, e com o objetivo de saber qual era a realidade e traçar o perfil do novo Papa. E dali saíram problemas sérios, derivados em parte de tudo o que vocês conhecem: do Vatileaks, e assim por diante. Havia problemas de escândalos. Mas também havia os santos. Esses homens que deram sua vida para trabalhar pela Igreja de maneira silenciosa no Conselho Apostólico. Também se falou de certas reformas funcionais que eram necessárias. Isso é verdade. E foi pedido ao novo Papa que formasse uma comissão de fora, para estudar os problemas de organização da Cúria romana. Um mês depois da minha eleição, eu nomeei essa comissão de oito cardeais, um de cada continente - para a América, 2, América do Norte e América do Sul - com um coordenador que também é latino-americano e um secretário italiano. E já chegaram muitos documentos obtidos pelos membros das comissões e que estamos examinando. Teremos uma primeira reunião oficial sobre isso nos dias 1,2, e 3 de outubro. Discutiremos algumas pautas. Não creio que sairão decisões definitivas, porque a reforma da Cúria é muito séria, e as propostas são muito sérias, precisam ser amadurecidas. Calculo que sejam necessárias outras 2 ou 3 reuniões antes de alguma reforma de fato. Por outro lado, os teólogos dizem -não sei se desde a Idade Média - em latim, dizem: "A Igreja sempre precisa ser reformada". Para não ficar para trás. Então isto é importante não só pelos escândalos do Vatileaks, conhecidos em todo o mundo, mas porque a Igreja sempre precisa ser reformada. Há coisas que serviam no século passado, para outras épocas, outros pontos de vista, que agora não servem mais, e é preciso reorganizar. A Igreja é dinâmica e responde às coisas da vida. E tudo isso foi pedido nas reuniões dos cardeais antes do conclave.
Papa Francisco, nesse momento o senhor chega eu queria saber da sua mensagem aos jovens brasileiros. Estamos na Jornada Mundial da Juventude. Sua mensagem num momento em que os jovens estão nas ruas do Brasil, protestando e demonstrando insatisfação de uma forma muito ampla. Eu queria saber qual a mensagem pra esses jovens?
Em primeiro lugar, tenho que deixar claro que não conheço os motivos dos protestos dos jovens. Então se digo algo a respeito sem tomar conhecimento, faço mal, faço mal a todos, pois estaria dando uma opinião sem fundamento. Com toda a franqueza lhe digo: não sei bem por que os jovens estão protestando. Este é um primeiro ponto. Segundo ponto: 2 um jovem que não protesta não me agrada. Porque o jovem tem a ilusão da utopia, e a utopia não é sempre negativa. A utopia é respirar e olhar adiante. O jovem é mais inconsequente, não tem tanta experiência de vida, é verdade. Mas às vezes a experiência nos freia. E ele tem mais energia para defender suas ideias. O jovem é essencialmente um inconformista. E isso é muito lindo! Isso é algo comum a todos os jovens. Então eu diria que, de uma forma geral, é preciso ouvir os jovens, dar-lhes meios de se expressar, e cuidar para que não sejam manipulados. Porque há tanta exploração de pessoas - trabalho escravo, por exemplo - há tantos tipos de exploração. Eu me atreveria a dizer uma coisa, sem ofender. Há pessoas que buscam a exploração de jovens. Manipulando essa ilusão, esse inconformismo que existe. E depois arruínam a vida dos jovens. Portanto, cuidado com a manipulação dos jovens. Temos sempre que ouvi-los. Cuidado. Uma família, um pai, uma mãe que não escutam o filho jovem, o isolam, geram tristeza na alma dele. E não experimentam uma troca enriquecedora.
O mundo atual, em que vivemos, tinha caído na feroz idolatria do dinheiro. E que há uma política mundial, mundial mesmo, muito impregnada pelo protagonismo do dinheiro. Quem manda hoje é o dinheiro. Isso significa uma política mundial economicista, sem qualquer controle ético, um economicismo autossuficiente, e que vai arrumando os grupos sociais de acordo com essa conveniência. O que acontece então? Quando reina no mundo a feroz idolatria do dinheiro, se concentra muito no centro. E as pontas da sociedade, os extremos, são mal atendidos, não são cuidados, e são descartados. Até agora, vimos claramente como se descartam os idosos. Há toda uma filosofia para descartar os idosos. Não servem. Não produzem. Os jovens também não produzem muito. São uma carga que precisa ser formada. O que estamos vendo agora é que a outra ponta, a dos jovens, está em vias de ser descartada. O alto percentual de desemprego entre os jovens na Europa é alarmante. Nós vemos um fenômeno de jovens descartados. Então para sustentar esse modelo político mundial, estamos descartando os extremos. Curiosamente, os que são promessa para o futuro. Porque o futuro quem nos vai dar são os jovens, que seguirão adiante, e os idosos, que precisam transferir sabedoria aos jovens. Descartando ambos, o mundo desaba.
Hoje, há crianças que não têm o que comer no mundo. Crianças que morrem de fome, de desnutrição. Basta ver fotografias de alguns lugares do mundo. Há doentes que não têm acesso a tratamento. Há homens e mulheres que são mendigos de rua e morrem de frio no inverno. Há crianças que não têm educação. Nada disso é notícia. Mas quando as bolsas de algumas capitais caem três ou quatro pontos, isso é tratado como uma grande catástrofe. Compreende? Esse é o drama desse humanismo desumano que estamos vivendo. Por isso é preciso recuperar os extremos, crianças e jovens. E não cair numa globalização da indiferença em relação a esses dois extremos que são o futuro da população. Perdoe se me estendi e falei demais. Mas acho que com isso lhe passei o meu ponto de vista. O que está acontecendo com os jovens no Brasil não sei. Mas, por favor, que não os manipulem, que os escutem, porque esse é um fenômeno mundial, que vai muito além do Brasil.
Papa Francisco, queria talvez a última pergunta, qual a mensagem ou o que o senhor falaria para os brasileiros católicos, mas também para os brasileiros que não são católicos- ou seja, de outras religiões. Qual a mensagem que o senhor deixaria para um país como o Brasil?
Creio que é preciso estimular uma cultura do encontro, em todo o mundo. No mundo todo. De modo que cada um sinta a necessidade de dar à humanidade os valores éticos de que a humanidade necessita. E defender uma realidade humana. Nesse aspecto, acho que é importante que todos trabalhemos pelos outros, reduzindo o egoísmo. Um trabalho pelos outros segundo os valores da sua fé. Cada religião tem suas crenças. Mas, dentro dos valores de sua própria fé, trabalhar pelo próximo. E nos encontrarmos todos para trabalhar pelos outros. 3 Se há uma criança que tem fome, que não tem educação, o que deve nos mobilizar é que ela deixe de ter fome e tenha educação. Se essa educação virá dos católicos, dos protestantes, dos ortodoxos ou dos judeus, não importa. O que me importa é que a eduquem e saciem a sua fome. Temos que chegar a um acordo quanto a isso. Hoje a urgência é de tal ordem que não podemos brigar entre nós, à custa do sofrimento alheio. Primeiro trabalhar pelo próximo, depois conversar entre nós, com muita grandeza, levando em conta a fé de cada um, buscando nos entender. Mas sobretudo hoje em dia urge a proximidade. Sair de si mesmo para solucionar os tremendos problemas mundiais que existem. Acredito que as religiões, as diversas religiões, não podem dormir tranquilas enquanto exista uma criança que morra de fome, sem educação. Um só jovem ou idoso sem atendimento médico. Mas o trabalho das religiões não é beneficência. É verdade. Mas pelo menos na nossa fé católica, e em outras fés cristãs, vamos ser julgados por essas obras de misericórdia.

Muito obrigado.
Eu que agradeço.

domingo, 28 de julho de 2013

A força de Luís Fernando Silva”

O secretário de infraestrutura e pré-candidato ao Governo do Estado Luís Fernando Silva deverá ter como principal adversário em 2014 o ex-deputado federal Flávio Dino (PCdoB), que está em campanha desde que perdeu as últimas eleições.
Flávio Dino tem a vantagem do recall de ter sido candidato seguidamente nas últimas três eleições: deputado federal em 2006, candidato a prefeito em 2008 e a governador em 2010.
Mas, até agora, ele não tinha em seu horizonte nenhum adversário definido -nem no campo oposicionista, nem do governo.
Agora está decidido: seu adversário pelo grupo da governadora Roseana Sarney será o secretário de Infraestrutura, Luís Fernando Silva (PMDB).
E Luís Fernando chega com a força de um adversário consistente, tanto no preparo intelectual e administrativo quanto no cacife político-eleitoral que trará consigo.
O candidato do PMDB chega, logo de cara, com o prestígio de já ter exercido cargos executivos.

Foi secretário de estado em diversas pastas e em diversos governos; e tem, até hoje, o reconhecimento da gestão de São José de Ribamar, entre 2005 e 2010, como uma das mais corretas, respeitáveis e produtivas administrações municipais da história do Maranhão.
Detalhe: exerceu todos estes cargos, em mais de 20 anos de vida pública, sem nunca ter respondido a nenhum tipo de processo e sem nunca ter sido acusado por qualquer ato de corrupção ou mesmo suspeita de irregularidades.

Seu adversário nunca exerceu cargo executivo algum.
Nunca foi secretário e nunca foi prefeito. Sua experiência atual na Embratur tem altos e baixos e é foco de críticas pela ausência no Maranhão e no resto do país.
Além disso, político com apenas sete anos de vida pública – só em 2006 ele deixou a carreira de juiz para se aventurar em eleições – Flávio Dino já tem um rastro de corrupção que muitos políticos com muito mais tempo de estrada não “conseguiram” ter.
É acusado, por exemplo, de ter sido eleito num esquema de compra de votos patrocinado pelo então governador José Reinaldo Tavares. Também foi acusado de ter sido beneficiado com “Caixa 2″ nas últimas eleições.
Mas todas estas questões são subjetivas na formação da consciência do eleitor. Pesará na disputa entre os dois a capacidade de debate e de dar respostas concretas – sem blábláblá – aos problemas sociais, estruturais e econômicos do Maranhão.
E também nesta seara, Luís Fernando leva ampla vantagem sobre o adversário.

É só o eleitor comparar…

Luis Fernando é definido por unanimidade como pré-candidato do PMDB

Reunido na manhã deste sábado (27), na residência do senador João Alberto, em São Luís, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, anunciou às principais lideranças políticas do PMDB que abriu mão de se candidatar ao Governo do Estado. Aproveitou para informar que apoiará a pré-candidatura do secretário de Infraestrutura, Luis Fernando Silva, nome escolhido pelo grupo.
Participaram da reunião, a governadora Roseana Sarney; os senadores José Sarney e João Alberto; o ministro do Turismo, Gastão Vieira, deputados federais Sarney Filho e Pedro Novais; presidente estadual do PMDB em exercício, Remi Ribeiro; secretário de Saúde, Ricardo Murad; e o secretário Luís Fernando Silva.
Às lideranças de seu grupo político, Edison Lobão disse que declinou de disputar as eleições de 2014 para o Governo do Estado, ao chegar à conclusão que sua presença no Ministério das Minas e Energia é essencial para o Maranhão, devido aos inúmeros projetos que estão beneficiando o estado, como a refinaria da Petrobras, as usinas termelétricas, a exploração de petróleo e gás, o Programa Luz Para Todos, entre outros investimentos.
- Tudo isto faz com que a gente desista da candidatura – frisou.
Com a desistência, o caminho ficou aberto para o secretário Luis Fernando Silva, nome que foi bem recebido pelo ministro de Minas e Energia.
- Com o meu declínio, o grupo escolheu o Luís Fernando para ser o pré-candidato ao governo. Ele foi um prefeito exemplar, foi meu secretário de Estado, é leal, competente, enfim, tem todas as condições – declarou Lobão.
O ministro disse que estará unido com o grupo em torno da pré-candidatura de Luis Fernando.
- Farei todo o esforço pelo Luis Fernando. Ele é pré-candidato por unanimidade – concluiu.

O secretário Luis Fernando Silva ressaltou que o PMDB é um grupo unido e que vinha se articulando em torno das eleições de 2014.
- Se a base do partido entende que serei pré-candidato às eleições de 2014, me coloco à disposição do grupo.
No entanto, Luis Fernando afirmou que nesse momento sua missão é na Secretaria de Infraestrutura, na execução de um dos maiores programas de obras rodoviárias do país, que tem como meta interligar todos os municípios maranhenses por estradas pavimentadas.
Ao fim da reunião, todos foram unanimes em afirmar que o grupo seguirá unido e mais fortalecido ainda para as eleições de 2014, tendo como peça fundamental o ministro Edison Lobão, por sua grande liderança política em todo o estado.

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Aprovação do governo Dilma cai de 55% para 31%, aponta Ibope

A aprovação do governo da presidenteDilma Rousseff caiu 24 pontos percentuais e atingiu  31%, aponta pesquisa Ibope encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgada nesta quinta-feira (25). A margem de erro do levantamento é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.
O Ibope ouviu 2.002 eleitores com mais de 16 anos em 434 municípios em 26 unidades da federação, com exceção do Amapá, entre os últimos dias 9 e 12 deste mês. O índice de eleitores que consideraram o governo "bom ou ótimo" foi de 31%, contra 37% que consideraram o governo como "regular" e 31% que avaliaram como "ruim ou péssimo".
A avaliação pessoal de Dilma passou de 71% na pesquisa de junho para 45% no levantamento atual. O índice de quem desaprova foi de 25% para 49% no levantamento atual.No levantamento anterior, divulgado em 19 de junho, o percentual de eleitores que aprovaram a gestão foi de 55%. Na ocasião, a avaliação positiva caiu oito pontos após atingir o recorde de 63%.
O percentual de entrevistados que diz “confiar”  na presidente também caiu - passou de 67% em junho para 45% em julho. O percentual que não confia na presidente subiu de 28% para 50%.
O levantamento foi realizado após as manifestações de rua em todo o país que pediram melhores condições de vida e o fim da corrupção no mês de junho. Na pesquisa anterior, feita entre os dias 8 e 11 de junho, os protestos já tinham começado, mas eles se espalharam para todo o país na segundo quinzena do mês.
Lula x Dilma
A queda de popularidade também se reflete na comparação entre o governo Dilma e o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Pela primeira vez desde o início da atual gestão, o percentual que considera que o governo Dilma está sendo pior que o governo Lula é o mais alto dentre as opções apresentadas- 46% contra 25% na pesquisa de junho.
O percentual que considera os dois governos iguais caiu de 57% em junho para 42% em julho, enquanto 10% avaliam a atual gestão como melhor que a anterior.
Dados da pesquisa CNI/Ibope mostram que Dilma teve a pior avaliação positiva desde dezembro de 2005, quando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva obteve 29% de "bom ou ótimo" logo após as denúncias de corrupção em seu governo que ficaram conhecidas como mensalão.
No último mês de seu governo, dezembro de 2010, Lula registrou 80% de avaliação positiva no governo. O melhor índice de Dilma foi 63%¨em março de 2013.
Área de atuação
De acordo com o levantamento, a área com pior desempenho na visão da população é a saúde. Essa opção foi assinalada por 71% dos entrevistados como o setor com pior desempenho. 
A área da segurança pública foi citada por 40% da população, seguida pela educação (37), o combate às drogas (24%), o combate à corrupção (21%), os salários (15%), os impostos (14%), o custo de vida (12%), a geração de empregos (10%), o transporte (9%), a fome (6%) e a habitação (5%).
Conforme a pesquisa, para a população, as áreas em que o governo tem apresentado melhor desempenho são: habitação (citada por 28% dos entrevistados), combate à fome (23%), capacitação profissional (22%), energia elétrica (21%), cultura e lazer (21%), geração de empregos (18) e agricultura (16%).
Noticiário
Pela primeira vez desde o início da gestão de Dilma, a maioria da população diz considerar o noticiário recente sobre o governo desfavorável- 55%. Outros 24% não consideram nem favorável nem desfavorável. Apenas 9% avaliam que o noticiário é positivo para o governo.
As notícias sobre as manifestações foram a citadas por 63% dos entrevistados. Em seguida, foram mencionadas reportagens sobre ações do governo federal (12%) e sobre ações dos governos estaduais e municipais (9%).  Notícias sobre a reforma política foram lembradas por 8%, e reportagens sobre a popularidade da presidente Dilma Rousseff foram mencionados por 6% dos entrevistados.
Avaliação do governo Dilma por estado
O estado onde o governo Dilma é melhor avaliado é o Ceará, onde 54% avaliam como "ótimo ou bom". A pior avaliação ocorreu no Rio de Janeiro, onde 19% consideram o governo da presidente como positivo. Veja abaixo o percentual de "ótimo ou bom" por estado:
Rio de Janeiro - 19%
Espírito Santo - 21%
Santa Catarina - 21%
São Paulo - 23%
Goiás - 26%
Paraná - 29%
Rio Grande do Sul - 29%
Minas Gerais - 33%
Bahia - 41%
Pernambuco - 41%
Ceará - 54%
Aprovação pessoal de Dilma por estado
A maneira de governar da presidente Dilma Rousseff tem maior percentual de aprovação também no Ceará, com 70% de aprovação. O pior resultado é registrado em São Paulo, com 33% de aprovação. Veja abaixo o percentual de aprovação pessoal por estado:
São Paulo - 33%
Espírito Santo - 34%
Santa Catarina - 35%
Rio de Janeiro - 38%
Goiás - 39%
Paraná - 39%
Minas Gerais - 45%
Rio Grande do Sul - 46%
Bahia - 54%
Pernambuco - 58%
Ceará - 70%
Confiança em Dilma por estado
A confiança no trabalho da presidente também teve melhor desempenho no Ceará e pior desempenho em São Paulo. Veja abaixo o percentual dos que confiam em Dilma por estado:
São Paulo - 33%
Santa Catarina - 34%
Paraná - 35%
Espírito Santo - 37%
Goiás - 37%
Rio de Janeiro - 38%
Minas Gerais - 43%
Rio Grande do Sul - 51%
Bahia - 52%
Pernambuco - 57%
Ceará - 89%

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Petrobras vai perfurar poço de Gaz em Senador Alexandre Costa - Ma investirá US$ 20 milhões na Bacia do Parnaíba

Companhia, que é operadora em bloco na bacia, realizará campanha exploratória de
petróleo e gás que prevê a perfuração de cinco poços.


A Petrobras tem planos de investir US$ 20 milhões em
campanha exploratória de petróleo e gás na Bacia do
Parnaíba, onde a empresa é operadora (40% de
participação) do bloco BT-PN-3, arrematado na Nona
Rodada de Licitações da Agência Nacional de Petróleo,
Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), realizada em 2007.
Também tem participação no bloco a britânica BP (40%) e
a Vale (20%).
Há duas semanas, técnicos da Petrobras estiveram na
Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos
Naturais (Sema), onde apresentaram o plano da empresa para exploração da Bacia do
Parnaíba, cujo bloco abrange os municípios de Governador Eugênio Barros, Senador
Alexandre Costa, Gonçalves Dias, Presidente Dutra, Governador Archer, Dom Pedro,
Governador Luiz Rocha e Graça Aranha.
Segundo o secretário adjunto de Licenciamento Ambiental da Sema, José Jânio Castro Lima,
no encontro, os técnicos da Petrobras entregaram um termo de referência com vistas à
elaboração de estudo ambiental e consequente licença prévia para perfuração do primeiro
poço. Os planos da companhia, de acordo com a Sema, são de perfurar inicialmente dois poços
exploratórios, podendo chegar a cinco.
Poços - O primeiro deve ser no município de Governador Eugênio Barros. "Pelo que nos foi
repassado, a Petrobras pretende iniciar a perfuração nos próximos três meses", disse José
Jânio Lima. A Sema disse ainda que e os demais poços previstos no planejamento da
companhia deverão ser perfurados nos municípios de Senador Alexandre Costa (1), Gonçalves
Dias (1) e Presidente Dutra (2).
A Petrobras informou que, de acordo com o contrato de concessão, o consórcio do bloco BTPN-
3 tem o compromisso de perfurar pelo menos um poço exploratório no período de junho de
2013 a março de 2014. O objetivo é perfurar um poço vertical com profundidade em torno de
2.500 metros. A segunda fase do programa exploratório termina em 11 de março de 2014.
Na primeira fase do programa exploratório da Petrobras para esse bloco, a empresa contratou o
serviços da Georadar, que entre novembro de 2010 e março de 2011 executou aquisição
sísmica 2D de 750 Km lineares na Bacia do Parnaíba. Ano passado, foram adquiridos mais 640
Km de linhas sísmicas 2D.
Jânio Lima disse que a Sema irá acompanhar todo o processo exploratório da Petrobras na
Bacia do Parnaíba, assim como já faz com a OGX, que tem oito blocos na região. "Vamos
monitorar toda a operação de perfuração dos poços", afirmou.
Números
US$ 20 mi É o valor do investimento na Petrobras na campanha exploratória
5 Poços deverão ser perfurados pela Petrobras na Bacia do Parnaíba





Luis Fernando inaugura trecho da MA-034, entre Buriti e Duque Bacelar

Foto 2- Luis Fernando em BuritiO secretário de Estado da Infraestrutura, Luis Fernando Silva, inaugurou, na manhã desta terça-feira (23), mais um trecho da rodovia MA-034, entre os municípios de Buriti e Duque Bacelar. O ato contou com a presença dos prefeitos Rafael Mesquita (Buriti) e Flávio Furtado (Duque Bacelar), dos secretários de Estado Hildo Rocha (Cidades e Desenvolvimento Urbano) e Clodomir Paz (Programas Especiais), além do deputado estadual Magno Bacelar, líder do governo na Assembleia Legislativa, prefeitos, vereadores, moradores e lideranças da região.
Foram investidos R$ 7.112.965,10 na obra de restauração e reabilitação de trecho de 41 Km da rodovia entre os dois importantes municípios da região Leste Maranhense. Os recursos são oriundos do Tesouro Estadual e geraram 90 empregos diretos.
Na inauguração, que aconteceu no município de Buriti, o secretário Luis Fernando ressaltou a importância da obra para a região e reafirmou o compromisso da governadora Roseana Sarney de continuar implementando mudanças que de fato melhorem a vida da população com obras que estimulem o crescimento econômico do estado.
“Esta estrada que o governo entrega à população é de extrema importância porque, além de servir como forma de alavancar o desenvolvimento regional, é a ligação do Leste Maranhense com a região dos Lençóis”, ressaltou o secretário.
Para Luis Fernando Silva, o governo tem trabalhado em todo o estado fazendo obras de qualidade, como a população merece. “Fiz questão de percorrer esta rodovia antes para verificar a qualidade da execução dos serviços porque a obra é do povo e foi construída com recursos que saem do bolso do cidadão no momento em que ele paga seus impostos. Por isso, fazemos questão de estar aqui, inaugurando o serviço e falando  sobre cada centavo investido”, destacou Luis Fernando.
O prefeito de Buriti, Rafael Mesquita, disse estar feliz e agradecido à governadora e ao secretário Luis Fernando pelos serviços feitos no trecho da estrada que representa melhorias na mobilidade da população. “Muitos prometeram fazer essa obra, mas só o atual governo conseguiu atender nossos anseios”, afirmou Mesquita.
Para o prefeito de Duque Bacelar, Flávio Furtado, a inauguração da rodovia representa um momento importante para o desenvolvimento da região. “Essa obra é um marco na nossa história. E saber que foi a governadora que a construiu, após muitas expectativas, é uma motivação para continuarmos trabalhando pelo desenvolvimento da nossa cidade” pontou Furtado.

terça-feira, 23 de julho de 2013

Dominguinhos morre aos 72 anos em hospital de São Paulo

Dominguinhos morre aos 72 anos em hospital de São Paulo
O músico Dominguinhos morreu nesta terça-feira (23), aos 72 anos, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Ele lutava havia seis anos contra um câncer de pulmão. De acordo com o hospital, o músico morreu às 18h em decorrência de complicações infecciosas e cardíacas.  Ao longo do tratamento, ele desenvolveu insuficiência ventricular, arritmia cardíaca e diabetes. Dominguinhos foi transferido para a capital paulista em 13 de janeiro. Antes, esteve internado por um mês em um hospital no Recife.Considerado o sanfoneiro mais importante do país e herdeiro artístico de Luiz Gonzaga (1912-1989), José Domingos de Morais nasceu em Garanhuns, no agreste de Pernambuco. Conheceu Luiz Gonzaga com oito anos de idade. Aos 13 anos, morando no Rio, ganhou a primeira sanfona do Rei do Baião, que três anos mais tarde o consagrou como herdeiro artístico.Instrumentista, cantor e compositor, Dominguinhos ganhou em 2002 o Grammy Latino com o “CD Chegando de Mansinho”. Ao longo da carreira, fez parcerias de sucesso com músicos como Gilberto Gil, Chico Buarque, Anastácia e Djavan, entre outros.Ainda criança, Dominguinhos tocava triângulo com seus irmãos no trio “Os três pinguins”. Quando ele tinha oito anos de idade, foi “descoberto” por Gonzagão ao participar de um show em Garanhuns. A “benção” lhe foi dada pelo rei do baião quanto tinha 16. Dominguinhos durante apresentação em São Luis do Paraitinga em 2011. (Foto: José Patrício/Estadão Conteúdo) “Gonzaga estava divulgando para a imprensa o disco ‘Forró no Escuro’ quando ele me apresentou como seu herdeiro artístico aos repórteres”, lembrou-se Dominguinhos em entrevista ao G1 no final de 2012. “Foi uma surpresa muito grande, não esperava mesmo.”De acordo com ele, o episódio aconteceu somente três anos depois de sua chegada ao Rio, acompanhado do pai, o também sanfoneiro Chicão. Mudaram-se para a cidade justamente para encontrar Luiz Gonzaga. “Em cinco minutos, ele me deu uma sanfona novinha, sem eu pedir nada”, prosseguiu. Naquele período, Dominguinhos saiu em turnê com o mestre para cumprir a função de segundo sanfoneiro e, eventualmente, de motorista.Centenário de GonzagãoNo fim de 2012, Dominguinhos se dedicou ativamente às celebrações dos cem anos do nascimento de Luiz Gonzaga. Durante um show no dia centenário, 13 de dezembro, realizado na terra natal do músico, Exu (PE), Gilberto Gil comentou: “Dominguinhos teve a herança do Gonzaga, que ele incorporou, através das canções, dos estilos, o gosto pelo xote, xaxado”. Para Gil, no entanto, Dominguinhos soube trilhar um caminho próprio. “Dominguinhos foi além, em uma direção que Gonzaga não pôde, não teve tempo. Ele foi na direção do início de Gonzaga, o instrumentista, da época das boates do Mangue, no Rio de Janeiro, quando ele tocava tango, choro, polca, foxtrot, tocava tudo, repertório internacional, tudo na sanfona.

Polícia de Sen. Alex. Costa Ma prende mais um ladrão de cartões

Os policiais de senador Alexandre Costa  estavam fazendo visita ao povoado marontal na BR 226 quando avistaram um carro suspeito em uma  casa de um idoso quando o PM se aproximou o suspeito correo e o PM junto com a guarda municipal começaram a perseguir o suspeito mais ele não teve como escapar foi preso o elemento já estava com dois cartões de idosos

Prefeito Carneirinho recupera ruas em Senador Alexandre Costa



A Prefeitura Municipal de  Senador Alexandre Costa ,  através da Sec. De Obras e Serviços Públicos continua com o trabalho de recuperação das ruas e estradas, Operários e máquinas trabalham em ritmo intenso para que as vias públicas de Alexandre Costa ofereçam melhores condições de tráfego e segurança para a população.
A ação faz parte dos esforços da prefeitura em amenizar o desgaste das ruas e estradas, e vêm acontecendo desde os primeiros dias da atual administração  do prefeito  Carneirinho.



      


segunda-feira, 22 de julho de 2013

Prefeito Carneirinho participa da XVI Macha dos Prefeitos

A Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios está sendo realizada na capital federal. Prefeitos de todo o País se reúnem em busca dos direitos das suas cidades neste evento que tem grande importância para o Executivo Municipal de todo o Brasil.
A Marcha teve inicio com formação da mesa e após fazerem seu credenciamento, os prefeitos participaram de uma solenidade de abertura, logo após começou a ser executado o Hino Nacional.
O prefeito Carneirinho e seu vice Dr. Francilio e vereadores e secretários de Senador Alexandre Costa – Ma está presente no evento.

Prefeito Carneirinho inaugurou o novo Sistema de Abastecimento de Água no povoado Centro São Gonçalo

Nesta sexta feira 5 de julho 2013 a Prefeitura, inaugurou o novo Sistema de Abastecimento de Água no povoado Centro São Gonçalo com uma caixa de 50 mil litros. Além disso todas as ruas do povoado foram feito terraplanagem. 
Desde o início da Administração do Prefeito Carneirinho, já haviam sido prometido que ele entregaria antes dos 6 meses de adm. Segundo o prefeito Carneirinho, outros dois grandes sistemas já estão prontos para serem em entregues as comunidades dos povoados Chico Antônio e Alto Alegre na BR 226: “Temos dois grandes sistemas de abastecimento de água prontos que também são fruto de reivindicação das comunidades Chico Antônio e Alto Alegre na BR 226, além da sede no morro da dona lira que e uma caixa de 200 mil litros e na vila São Paulo com uma caixa de 100 mil litros que está praticamente concluído”.
O prefeito destaca ainda que outras comunidades também serão atendidas: “Nós temos um compromisso e vamos cumpri-lo. Com os que ainda serão construídos serão 6 sistemas de abastecimento só na nossa administração”, destacou.
O Prefeito explica que a sua grande preocupação é levar mais qualidade de vida e saneamento básico à população, tanto da área urbana quanto rural.
“Água é vida. A gente percebia uma grande carência, um grande sofrimento a falta de água em todas essas comunidades. Estamos fazendo um esforço para que todas elas possam receber uma atenção do poder público. E não só na área urbana. Um gestor tem que ver o município como um todo. Não se pode olhar apenas para a cidade; é preciso lembrar que existem pessoas com as mesmas, ou até mais carências do que o povo da cidade. E esses benefícios tem que chegar até elas também”, frisou o prefeito.
Um aspecto importante desde que está a frente do executivo é que todos os sistemas de água geridos pelo município garantem agua de qualidade e sem custo para a população beneficiada.

Médicos ficam de costas para ministro, em evento do 'Mais Médicos

Protesto de médicos aconteceu nesta tarde, em São Luís (Foto: Alex Barbosa/TV Mirante)Protesto de médicos aconteceu nesta tarde, em
São Luís (Foto: Alex Barbosa/TV Mirante)
Um grupo de médicos realizou um protesto contra o Governo Federal, nesta segunda-feira (22), em São Luís, durante o lançamento do projeto ‘Mais Médicos’. O grupo ficou de costas para o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, enquanto este discursava durante a cerimônia do programa.
Aproximadamente dez médicos fizeram parte do protesto, todos com uma tarja preta em um dos braços, em sinal de luto, demonstrando serem contrários a medidas do programa, como permitir a vinda de médicos brasileiros e formados também no exterior, desde que venham de países com mais de 1,8 médicos por habitante.
O protesto foi bem recebido pelo ministro, que pediu a colaboração dos profissionais. "Esse protesto faz parte da Democracia. Sou médico e como ministro tenho que pensar em primeiro lugar no interesse da saúde de toda a população do país, no conjunto de profissionais da saúde deste país, que com muita dificuldade estão no dia a dia, buscando atender a população", disse. "Mas precisamos ter a coragem de adminitir de que faltam médicos neste país. Isso não é um problema novo, mas que persiste a muitos anos. Este não é um programa para trazer médicos do exterior, mas para levar médicos e saúde para cidades do interior do país", completou o ministro.
O Mais Médicos faz parte de um amplo pacto de melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) para acelerar os investimentos em infraestrutura nos hospitais e unidades de saúde e levar mais médicos para as regiões mais carentes destes profissionais, sobretudo nos municípios do interior e na periferia das grandes cidades, por meio da ampliação das vagas de graduação e residência e de edital para chamamento de médicos para atuação imediata na atenção básica de municípios carentes.
A previsão do Ministério da Saúde é que até 18 de setembro todos os profissionais escolhidos dentro do  'Mais Médicos' estejam atuando no país. O programa é instituído por meio de medida provisória assinada pela presidente Dilma Rousseff, e regulamentado por portaria conjunta dos Ministérios da Saúde e da Educação.
Como forma de protesto, grupo de médicos ficou de costa para ministro Alexandre Padilha (Foto: João Ricardo/G1 Maranhão)Como forma de protesto, grupo de médicos ficou de costas para ministro Alexandre Padilha (Foto: João Ricardo/G1 Maranhão)

Cinco pessoas morrem em acidentes de trânsito no Médio Mearim

Colisões ocorreram no fim de semana, nas BRs 316 e 135.
Polícia Rodoviária Federal aponta a imprudência como principal motiv

Cinco pessoas morreram em acidentes de trânsito na região do Médio Mearim durante o fim de semana. Dois acidentes aconteceram na BR-316, em Bacabal. O outro foi na BR-135. A imprudência pode ter sido a causa dos acidentes.
Na BR-316, pedaços dos veículos ficaram espalhados pela pista. Um veículo de passeio se chocou com um carro da polícia, que ficou com a frente e a lateral amassadas. O outro veículo ficou completamente destruído. O acidente aconteceu durante a madrugada, em uma curva.

De acordo com testemunhas os dois veículos bateram de frente. Três pessoas morreram e outras três ficaram feridas. As três pessoas que morreram estavam no carro de passeio. São eles: Plínio Monteiro Diniz Júnior, Cláudio Marcos Santos e Fabrício Francisco da Silva. O quatro ocupante, Wesley Kelvin Fernado da Silva, teve ferimentos pelo corpo.
Os dois PM's passaram por cirurgia e não correm risco de morte. Segundo a Polícia Rodoviária Federal a imprudência pode ter sido a causa do acidente. "A conclusão a que chegamos é que o condutor fez a curva fechada demais, por dentro, e foi de encontro com o veículo da polícia, que estava no sentido contrário", explicou o policial rodoviário federal, José Azevedo dos Reis. 
Também na BR-316, um outro acidente ocorreu na madrugada de domingo: um veículo bateu na mureta da ponte, despencou de uma altura de aproximadamente 20 metros e caiu no Rio Mearim. O motorista, José Roberto Mendes Cordeiro, de 45 anos, morreu no local.

Na BR-135, entre os municípios de Presidente Dutra e Dom Pedro, mais uma acidente  com morte. A vítima foi Evandro Pereira Sampaio, de 47 anos. Depois de bater em um caminhão parado no acostamento, o motociclista foi arrastado por uma carreta que vinha logo atrás.

Papa Francisco chega ao Rio

Avião do Papa Francisco pousa no Riopapa Francisco chegou à Base Aérea do Galeão por volta das 15h45, 15 minutos mais cedo do que o previsto pela organização da Jornada Mundial da Juventude. 
Bem disposto, o Pontífice desceu as escadas do avião sorridente e foi recebido pela presidente Dilma Rousseff, pelo governador Sérgio Cabral, pelo prefeito Eduardo Paes, várias autoridades e pelo arcebispo do Rio, Dom Orani Tempesta. 
Em seguida, o Papa ouviu um coro de crianças e seguiu decarro fechado até a Catedral Metropolitana do Rio de Janeiro, no Centro da cidade. Em seguida,  Francisco vai sair da Catedral Metropolitana, em carro aberto, pela Avenida Chile, passando pela Avenida Rio Branco, Rua Araújo Porto Alegre, Av. Graça Aranha, Avenida Nilo Peçanha e Avenida Rio Branco, onde segue até o Theatro Municipal. 

Depois disso, o papa vai para o Terceiro Comando Aéreo Regional, onde vai pegar um helicóptero em direção ao Palácio Guanabara, sede do governo do estado. Às 17h, está prevista a cerimônia do pontífice com a presidente Dilma Rousseff e o governador Sergio Cabral.
O secretário municipal de Transportes, Carlos Osório, informou que o público não terá acesso às proximidades do Palácio Guanabara, em Laranjeiras, nesta segunda-feira.
Em conversa com jornalistas, a bordo do avião que o trouxe ao Brasil, o papa Francisco disse que está muito preocupado com a geração de jovens sem trabalho. O pontífice alertou que a crise mundial está provocando muitos danos à juventude. "Corre-se o risco de haver uma geração que nunca teve trabalho", lamentou.
"A crise mundial não gerou boas coisas para os jovens. Na semana passada, examinei a porcentagem de jovens sem trabalho. Corremos o risco de ter uma geração que jamais teve um trabalho", disse Francisco.

Papa cumprimenta autoridades
Papa cumprimenta autoridades

"Esta primeira viagem é para encontrar os jovens, a quem quero encontrar não isolados, mas em meio ao tecido social. Em sociedade, pois quando isolamos os jovens, fazemos uma injustiça, pois lhe retiramos o sentido de pertencimento", acrescentou.
O papa também também condenou a 'cultura de rejeição aos idosos', que geralmente impera no mundo e disse que a sociedade precisa da "sabedoria" dos mais velhos.
Postagens mais antigas → Início